As características de uma pessoa hipócrita

Confira estas situações e avalie se em alguma delas você está inserido


hipocrita

Uma pessoa hipócrita finge sentir o que, na verdade, não sente. É artificial. E, pior, suas atitudes vão além. Pessoas com esse tipo de personalidade costumam falar uma coisa – como dizer aos outros de que forma agir em determinadas situações -, mas, na prática, fazem de outra maneira. Enfim, não são confiáveis e totalmente contraditórias.

A Bíblia diz:

“Ai de vós, escribas e fariseus, hipócritas, porque fechais o Reino dos Céus diante dos homens; pois vós não entrais, nem deixais entrar os que estão entrando! ” Mateus 23-13

No versículo acima é possível perceber como um hipócrita pode fazer mal aos outros. Jesus não aprova esse tipo de personalidade, totalmente falha, e reconhece cada pessoa além das aparências e sabe, exatamente, quem é capaz de atravancar o seu próximo. Mas, nem todos têm esse discernimento.

Salvação em risco

Somente aqueles que enxergam além do que os olhos físicos podem ver – e usam a visão espiritual – conseguem observar o quanto uma pessoa hipócrita pode atrapalhar a sua Salvação. Estar próximo de alguém com essa característica pode impedir que as pessoas entrem no Reino de Deus. Por isso, permita que somente Ele seja a sua direção.

Em seu blog oficial, o bispo Júlio Freitas fez uma postagem com uma comparação e as diferenças entre um hipócrita e uma pessoa sincera. Confira abaixo as 14 situações e avalie se – em alguma delas -, você está inserido:

1. Os hipócritas dão esmolas; os sinceros dão Ofertas;

2. Os hipócritas oram religiosamente; os sinceros oram fervorosamente;

3. Os hipócritas jejuam para aparecer; os sinceros jejuam para se santificar;

4. Os hipócritas falam de Deus apenas de boca; os sinceros vivem o que falam de Deus;

5. Os hipócritas são maliciosos; os sinceros são simples;

6. Os hipócritas fecham a porta para que as pessoas que querem entrar (sacrificar) não entrem; os sinceros abrem a porta por meio do seu exemplo de sacrifício-voluntário;

7. Os hipócritas vivem no pecado, o encobrem e condenam os que o revelam e o abandonam; os sinceros reconhecem os seus pecados, os confessam a Deus e abandonam, deixando assim um exemplo do processo de quem também deseja abandonar o erro;

8. Os hipócritas não medem esforços para cruzar os mares e terras para fazerem filhos da sua hipocrisia, religiosidade, duas vezes piores que eles mesmos; os sinceros não medem esforços para agradar a Deus, buscando os sofridos e perdidos;

9. Os hipócritas dão o dízimo religiosamente, mas não são dizimistas; os sinceros são Dizimistas, por isso dão o Dízimo porque têm a Deus em primeiro lugar em suas vidas;

10. Os hipócritas limpam o exterior, se preocupam com a aparência; os sinceros se preocupam em guardar o seu coração da injustiça, orgulho, dúvidas, malícia e hipocrisia;

11. Os hipócritas tentam demostrar uma imagem do bem, de segurança do que fizeram; os sinceros demostram a imagem do que são e do que fazem;

12. Os hipócritas fazem as coisas para serem reconhecidos pelos homens; os sinceros fazem as coisas para serem reconhecidos por Deus;

13. Os hipócritas vangloriam os que um dia foram da fé, mas criticam os que hoje são da fé-sacrificial; os sinceros vangloriam a Deus e se espelham nos que se mantêm na fé-consciente até hoje;

14. Os hipócritas querem provar os outros, enquanto que os sinceros querem ser aprovados por Deus!

Oportunidade para mudar

Segundo o bispo Júlio Freitas, se você se identificou com uma ou mais dessas características dos hipócritas é porque ainda resta um pouco de sinceridade em você. “Aproveite a oportunidade, confesse para Deus o seu pecado de hipocrisia e peça perdão. Seja livre da condenação dos hipócritas”, alertou o bispo.

 

Universal.org / Imagem: Reprodução

Gostou? Compartilhe!