5 dicas para lidar com o “peso” de estar solteiro

Veja como não se deixar abalar por estar nessa fase da vida


ThinkstockPhotos-92033398.690x460

Quase sempre o último capítulo de uma telenovela é o casamento. Nos filmes, a última cena dos romances é sempre essa. Até mesmo nos contos de fadas, lido para crianças que nem sabem ainda o que é o amor, a última frase se repete: “Casaram-se e viveram felizes para sempre”.

Na vida real, entretanto, chegar a esse “final feliz” nunca é fácil. Ao contrário, às vezes é tão difícil que muitas pessoas sofrem mais do que deveriam ao lidar com a “solteirice”. Para as pessoas que querem, mas ainda não conseguiram, encontrar alguém com quem compartilhar a vida, listamos 5 dicas:

1- Mantenha a fé

O mais importante é seguir acreditando que você é capaz de encontrar alguém com quem estabelecer um relacionamento. Existem 7 bilhões de pessoas no mundo e seria impossível que, entre todas essas, ninguém estaria disposto a viver com você. Conforme explica o escritor Renato Cardoso no best seller “Namoro Blindado”, aceitar essa inverdade é irracional.

“Às vezes ela tem até uma fé em Deus, mas ela não tem um relacionamento. E como é difícil manter a fé dela em Deus sem um relacionamento! ”, afirma Cristiane Cardoso, coautora do livro citado. “Quantas pessoas têm deixado a fé em Deus porque não têm um relacionamento!”

Isso não pode acontecer. O primeiro passo para lidar com o “peso” de ser solteiro é entender que, se você quiser e mantiver a fé em Deus, esse “peso” sairá dos seus ombros.

2- Fortaleça-se

Como ensina a Bíblia, o tempo de Deus é diferente do tempo dos homens. Assim, por mais que a pessoa tenha a impressão de que se passaram “séculos” sem encontrar um namorado, isso não quer dizer que as esperanças devam acabar. Ao contrário, esse tempo de solteiro deve ser utilizado para se fortalecer.

“Não há nada mais perigoso na vida do que as facilidades. É muito melhor moldar o caráter de uma pessoa nas dificuldades e na dureza do que na abundância e na ternura”, declara a colaboradora do blog de Cristiane Cardoso, Núbia Siqueira.

De acordo com ela, as dificuldades enfrentadas servem para fortalecer a fé e a si mesmo. Quem não passa por tempos difíceis será sempre fraco:

“Pessoas assim não desenvolvem disposição e musculatura para enfrentar as guerras. São pessoas atrofiadas interiormente”.

3- Não procure a “outra metade da laranja”

A “outra metade da laranja” não existe. Se você quer ser feliz em um relacionamento tem que ser a “laranja completa” sozinho. É isso o que ensina Renato Cardoso:

“Quando uma pessoa não está emocionalmente inteira e bem resolvida com ela mesma, corre um grande perigo ao entrar em um relacionamento: o de fazer o outro o seu tudo. É preciso estar inteiro e bem resolvido para entrar e estar em um relacionamento”.

Conforme o escritor explica, “duas pessoas quebradas não fazem um relacionamento inteiro. Uma pessoa quebrada inferniza a vida da outra. Apenas duas pessoas inteiras podem fazer um relacionamento completo e sadio”.

E não se preocupe se você não se sente completo agora. Para aprender a ser assim “existe a Terapia do Amor, a palestra para solteiros e casais inteligentes”, conclui Renato.

4- Use o tempo solteiro para aprender a ser a pessoa ideal

Muitas pessoas têm uma lista de qualidades que procura em um cônjuge, mas esquecem-se de averiguar se elas mesmas possuem essas características.

Se você procura a pessoa ideal, “o importante é você ser essa pessoa, ter essas características certas”, afirma Cristiane Cardoso. “Uma vez que você as tem, você acaba atraindo essa pessoa que também as tem. Muitas pessoas cometem o erro de ficar só querendo achar essa pessoa ideal enquanto que elas não investem em si mesmas e muitas vezes até pensam: já são ideais, já têm tudo, já são perfeitas, já sabem de tudo, sendo que, na maioria das vezes, não sabem de nada. ”

Se você está solteiro, use esse tempo para se aprimorar.

5- Prepare-se para a guerra

A dica final para lidar com a pressão de estar solteiro é vestir a farda e preparar-se para a guerra. Afinal, você não é o único que quer estabelecer um relacionamento e o mundo lá fora é uma batalha sem fim.

“A vida é uma guerra, uma competição total, não uma instituição de caridade. Você não pode ficar esperando que as coisas sejam trazidas até você numa bandeja. Você tem que correr atrás, fazer por onde, ter méritos”, afirma Renato Cardoso, em seu blog. “Suas escolhas: Você pode deixar de aparecer em campo, não mais competir, não mais tentar porque cansou de ser ignorado. Ou você pode se escolher, melhorar o seu jogo, incluir-se e aprender com os que estão jogando melhor que você”.

"Ter sucesso no amor não é questão de sorte, mas sim resultado de um investimento. Decida lutar para transformar sua história", conclui o casal.

 

Universal.org / Imagem: Reprodução

Gostou? Compartilhe!