O que fazer quando o parceiro discorda de você?

Quem é casado tem que aprender negociar com seu cônjuge


discussao

Você quer trocar de carro, mas seu marido acha que a lata velha que vocês têm está ótima; e prefere guardar o dinheiro para abrir “aquele negócio” do qual ele já fala há anos mas nunca faz nada a respeito.

Você quer que sua mãe venha morar com vocês. Sua esposa diz que prefere colírio de pimenta do que ver a sogra em casa todo dia.

Se há uma coisa certa sobre qualquer casamento é que cedo ou tarde o casal irá discordar sobre alguma coisa importante. Não há nada de errado com isso. O mesmo acontece com todas as nossas outras relações: pai e filho, patrão e funcionário, governo e cidadão, irmão e irmão, vizinho e vizinho, e até entre melhores amigos. Faz parte da humanidade e você já deveria ter se acostumado com isso.

Por alguma razão, achamos que no casamento é diferente. Presumimos que porque a outra pessoa nos ama, ela sempre concordará conosco. Porém, entenda:

Amar não significa concordar sempre.

E quando o parceiro discorda, não significa que lhe odeia. Todos temos o direito de querer, gostar e pensar qualquer coisa. Mas nem sempre podemos ter tudo o que queremos, gostamos ou pensamos. É aí que entra uma palavra-chave no casamento:

Negociação.

Toda relação humana se dá por negociação, ou seja, por troca. E quem é casado tem que aprender negociar com seu cônjuge. Não fique chocada por isso. De nada adianta romantizar a questão e dizer que “amar é dar e não esperar nada em troca”. Besteira. Isso é mais um mito do amor. Quem ama e não recebe nada em troca é frustrado e infeliz. Não é esta a maneira inteligente de amar.

É lógico que quem ama quer algo em troca. A maior prova disso é que você está lendo um texto exatamente sobre isto: como conseguir que a pessoa que você ama veja o seu ponto de vista. Se amar não exigisse nada em troca, você estaria satisfeito mesmo que seu parceiro nunca fizesse nada por você.

Então, este é o primeiro passo: entender que casamento é negociação. E quanto melhor negociador você for, melhor será sua relação.

 

Renato Cardoso / Veja mais em blogs.universal.org/renatocardoso

Gostou? Compartilhe!