Você ouve ou escuta?

Saiba a diferença entre essas duas situações e como é importante aprender a ouvir, principalmente a Deus


ThinkstockPhotos-506250494.690x460

É muito comum conversar com alguém enquanto a pessoa não tira os olhos da tevê ou da tela do smartphone, por exemplo. Enquanto você fala, ela digita algo no celular, vai passando os olhos pelas redes sociais e responde no máximo com um “ahã”. Ela até escutou, percebeu que alguém estava falando algo, mas não faz ideia do quê. Estamos distraídos e entretidos demais com os nossos aparelhos eletrônicos, pensamentos e obrigações para poder dedicar tempo prestando atenção no que outra pessoa tem a dizer.

Essa atitude demonstra frieza e desinteresse, o que ajuda a desgastar os relacionamentos e torna as pessoas cada vez mais distantes. Afinal de contas, se fulano não me ouve, por que eu continuaria tentando falar com ele? Se não demonstra interesse, é inútil tentar qualquer contato. Assim, perdemos amigos, familiares e até o parceiro (ou possível relacionamento).

E, infelizmente, a coisa não muda muito quando o assunto é ouvir o que Deus tem a dizer. Se temos dificuldade em prestar atenção em outra pessoa, que vemos e tocamos, imagine em Deus, que é invisível e espiritual?

“A maioria das pessoas na igreja escuta. Não ouve, não pratica, não aceita, não segue aquilo que é dito e, consequentemente, acaba por se desviar. Ficam cansadas, aborrecidas com elas próprias, com a família, com o Governo, com tudo, menos com a falta de obediência à Palavra de Deus”, alerta o bispo Júlio Freitas.

Leia e medite na Bíblia

Por isso, tão importante quanto falar com Deus, é procurar ouvi-Lo, pois nesses momentos é que recebemos a Sua direção para as nossas vidas. A leitura e meditação na Palavra de Deus deve ter um espaço diário na vida de qualquer cristão que pretende permanecer salvo até o fim.

“Quem tem ouvidos espirituais, ouve a voz de Deus e obedece à Sua Palavra. Quando temos os nossos ouvidos abertos para não apenas escutar, mas ouvir a Palavra de Deus, então, aí, O obedecemos. Essa é a grande diferença entre escutar e ouvir”, explica o bispo.

 

Universal.org / Imagem: Reprodução

Gostou? Compartilhe!